Papo de mulher: 6 meses sem anticoncepcional

pílula

Antes de mais nada: Quero deixar BEM claro que esse não é um post aconselhando NINGUÉM a agir como eu, mas a refletir sobre efeitos colaterais dos remédios em geral e a procurar ter uma vida mais saudável, feliz e equilibrada. Como o propósito desse blog é compartilhar experiências, essa é a minha visão sobre o assunto e minhas atitudes foram tomadas de forma racional, pesando prós e contras e, para mim, tem funcionado, mas cada caso é um caso. Consulte sempre um médico de confiança e faça exames regularmente 😉

Oie!

Já tem quase 5 meses que postei meu primeiro “diário” sobre a vida sem anticoncepcional e agora voltei para contar como estou.

Primeiramente, quero reforçar que o compromisso com uma vida mais saudável continua. Ainda não me adequei 100% à todas as mudanças que essa escolha trouxe, mas acho que estou no caminho.

Também quero registrar que eu não parei de tomar o remédio e achei que milagres fossem acontecer, junto eu também comecei a adequar minha alimentação, meus hábitos e MUITO foi graças a meu esforço de me manter equilibrada, mas vamos lá:

Humor

Meu humor melhorou monstruosamente, tipo, coisa insana mesmo. A cada dia que passa, me sinto mais e mais conectada comigo mesma e já consigo, com certa facilidade, identificar quando algo que sinto provém de um descompasso hormonal, por exemplo. De qualquer maneira, me sinto mais confiante em tomar decisões, mais positiva e o sentir em si (felicidade, tristeza etc), passou a ser mais significativo e intenso.

TPM

Esse é um ponto mais complicado. Nos 2 ou 3 primeiros meses, eu não senti absolutamente nada na TPM, exceto os momentos de gula. Agora já tem uns 2 meses que o meu humor tem oscilado com força. Pelo menos 1 semana antes eu já consigo sentir as mudanças bruscas de humor, além de dores nos seios. A parte boa, é que como meu humor está mais estável e eu estou prestando mais atenção às reações do meu corpo, eu consigo identificar quando a “bendita” está chegando e (tentar) não ser grossa com os amig@s.

Fluxo menstrual

Isso não mudou em nada. Meu fluxo nunca foi muito intenso e desregular. Tudo continuou na mesma proporção e com a mesma frequência, com variações apenas de um ou dois dias. Um App que tem me ajudado a controlar o ciclo, é o Maya by LC.

Cólicas

Assim como a TPM, minhas cólicas nunca foram um grande problema. Elas aparecem de forma espaçada e em intensidades diferentes. Depende muito do mês, mas sempre dura apenas no primeiro e segundo dias.

Acne

Bom, chegamos no ponto polêmico. Há mais ou menos 2 meses minha pele está uma droga =( Começou com uma espinha aqui, outra acolá…mas agora elas definitivamente tomaram conta do meu ser. São enormes e doloridas, na região do queixo, pescoço, ombros e colo. Elas estavam bem piores, mas parece que começaram a melhorar no último mês (acho que também porque eu comecei uma dieta alimentar). As opções pra resolver seriam: voltar a tomar anticoncepcional (nem pensar) ou ter paciência e manter a alimentação o mais controlada possível. Apesar de ser mais difícil, optei pela segunda alternativa. Afinal, quem disse que o mais fácil é sempre o melhor, né?

Considerações finais

Falando de uma forma geral, até o momento eu só vi vantagens em parar com o anticoncepcional: economia financeira, nada de ficar em pânico por esquecer o remédio, mais segurança e ligação com meu próprio corpo, humor mais equilibrado (sem novos sintomas ligados à depressão)… enfim, os prós foram muitos. Os contras, são apenas detalhes básicos que irão se adequar com o tempo.

Além da alimentação, eu também estou cuidando da pele com rotinas básicas:

  • Evitar ao máximo dormir com maquiagem;
  • Lavar com sabonete antiacne;
  • Passar protetor solar;
  • Outros: estou usando o Azelan (ácido azeláico), que me ajuda a secar esses monstrinhos.

Em breve volto com mais um capítulo dessa história e também com uma lista dos produtos que uso na rotina de cuidados com a pele.

=D

 

6 comentários sobre “Papo de mulher: 6 meses sem anticoncepcional

  1. Oi Vivis, olha eu parei também por 3 meses mas acabei voltando pouco mais de um mês =/. O maior motivo foi medo de ficar grávida mesmo pq não estava sendo 100% fiel ao outro método q tava usando. Mas também fiquei completamente desregulada menstruando 8 dias com intervalo de menos de 20 dias entre uma menstruação e outra, fora isso minha pele tb ficou uma merda, mega oleosa e algumas espinhas. Voltei mas já com a ideia fixa de procurar outro método seguro. Já tenho consulta marcada com uma médica que me indicaram, ela coloca DIU Mirena pelo convênio, que pela minha avaliação no momento é a melhor opção pois não pretendo ter mais filhos pelos próximos 100 anos rsrs. O diu mirena tem hormônio mas como ele fica só no útero e não na corrente sanguínea, na existem efeitos negativos ou consequências ruins que assim como o contraceptivo oral. Pelo menos foi o q eu pesquisei, depois te conto como foi a adaptação. Bjs :*

    1. Sério, Mo? Ah que pena que teve que voltar, mas é melhor prevenir mesmo, ainda mais se você não quer mais nenhum baby 😛 Eu também li bastante sobre o DIU Mirena, eu queria o de cobre mesmo, mas depois me tranquilizou saber que o hormônio é local. Eu preciso me informar mais também, então por enquanto pra mim camisinha tem sido um item inegociável hahahaha Mas me conta depois mesmo o que achou =D Beijos

  2. Oi!
    Eu parei com a pílula há 3 meses, na verdade nunca gostei de tomar remédio e me sentia mal por eu ter que me encher de hormônio pra evitar uma gravidez, isso sem contar 1 ano de anticoncepcional injetável que era uma por mês e eu ficava super dolorida. Depois de 8 anos tomando, decidi parar por conta da baixa libido e porque acabei descobrindo que esse remédio pode alterar humor, ansiedade, aumentar chance de depressão entre outras coisas (que eu nem imaginava). Parei e me sinto muito melhor, agora até não tive cólicas, minha libido normalizou, minha menstruação por incrível que pareça está regulado e só tive algumas espinhas, que nada que um gel secante não resolva e uma parte ruim é que tenho muita fome na TPM, tipo muita 😀 Estou bem feliz, vamos ver os próximos meses rs.

    1. Tomamos pelo mesmo período e tivemos os mesmos sintomas. No meu caso, eu consigo afirmar que teve tudo a ver com os quadros de depressão que eu tive. Porque mesmo fazendo terapia, era como se fosse algo interno, um “botão” que eu precisasse apertar, sabe? Depois que parei, já consigo tomar decisões que antes eu sofria semanas e agora tudo muito mais leve. Acho que com o tempo só vou melhorar mais e mais. Eu definitivamente não volto a tomar =) E que bom que você está se sentindo bem <3

  3. Menina, a pílula é minha melhor amiga desde os 15 anos. O pouco tempo que fiquei sem tomá-la, foi terrível. Tenho cólicas absurdas, junto com diarreia, fluxo intenso e ininterrupto de 7/8 dias, ciclo de 21 dias, o que sempre me causava anemia, o meu humor piora, na tpm, então, viro a rainha da patada. E sim, eu fico mil vezes mais grossa do que eu sou. =)
    Hoje, tomando a pílula de uso contínuo, sou uma pessoa mais feliz e bem melhor, de verdade. Me sinto melhor comigo mesma, não odeio mais meu corpo, me sinto mais segura e confiante. Sem contar que não confio em nenhum outro método contraceptivo.

    Mas que bom que ter parado te fez bem. Isso é o que importa! Cada corpo é de um jeito e só nós sabemos o que é bom pra ele; e o que é bom para uma, pode não ser a melhor opção para a outra, né?! O importante é estar se sentindo o melhor possível.

    Sobre as espinhas, o anticoncepcional nunca me ajudou mto nessa parte, só o tratamento com a dermatologista msm… Nós ainda tínhamos o grupo na época, não sei se vc lembra. Gastei um bom dinheiro, tive que tomar antibiótico por alguns meses, mas Vivi, minha pele é outra agora. Hj em dia só preciso seguir os cuidados básicos: lavo com sabonete adequado, passo um hidratante de manhã, indicado pela dermato, e filtro solar. Nunca durmo de maquiagem (juro que não consigo mais, por medo das espinhas voltarem!) e tenho um gelzinho secativo, indicado por ela tbm, pro caso de aparecer alguma intrusa.
    Eu recomendo que vc procure uma profissional. Vale a pena!

    Fiz quase um post no comentário. hihihi Sorry about that!
    Beijos!!

    1. Oi Ka! Pode fazer “posts” aqui que eu gosto 😛 Então, como eu disse no post, não é porque parar faz bem pra mim, que vai fazer pra todo mundo. Seu corpo e seu estilo de vida são bem diferentes no meu, além de como seu corpo reage ao remédio. No meu caso, eu quase nunca tive atrasos e as cólicas sempre foram mínimas, por esses motivos eu não teria porque justificar. Como proteção extra? Claro que é mais seguro, mas eu já havia apresentado alguns sintomas estranhos, como dores constantes nas pernas além da minha própria depressão. Enfim, foi realmente um caso que eu super acertei em parar.

      Sobre as espinhas, eu vou marcar um dermatologista bom mesmo, porque não existe só essa solução para isso (aliás, acho que só disfarça mesmo, como você disse, não funcionou pra você). Enfim, obrigada por expor sua experiência <3

Deixe uma resposta