Livro lido: Objetos cortantes

capa-objetos

Oie!

Impressionante. Incrível. Perturbador. Esses são poucos adjetivos para descrever esse livro. Assim como a maioria dos que leio, iniciei o livro sem saber nada sobre a história, nem sequer os comentários da contracapa (até porque se tivesse visto antes o elogio feito por Stephen King eu ficaria com medinho :P).

A história se passa em uma pequena cidade do Missouri, chamada Wind Gap onde a personagem Camille, repórter e personagem principal cresceu e pra onde precisa voltar para fazer uma matéria sobre assassinatos. Lá existem mistérios e muito terror psicológico, que fazem com que a personagem se envolva demais e relembra uma infância cheia de traumas.

Em inglês a depressão é chamada de blues, mas eu ficaria feliz em despertar para um mundo azulado. Para mim a depressão é amarelo-urina. Quilômetros exaustos de mijo fraco.

Eu fiquei chocada com o fim do livro, pois esperava uma coisa e no fim, BAM, você descobre que é pior do que pensava.  Gostei do roteiro, parece realmente que estamos acompanhando a investigação policial junto com a personagem principal – que já tem seus próprios problemas psicológicos para lidar.

Se você gosta de um bom suspense, esse é um livro obrigatório!

Veja mais informações sobre o livro

post-objetosAlgumas vezes, se você deixa as pessoas fazerem coisas a você, na verdade você está fazendo a elas

Sempre acreditei que a sobriedade cristalina era para os de coração duro

Quando uma criança sabe, tão jovem, que sua mãe não se importa com ela, coisas ruins acontecem

Objetos cortantes - Gillian Flynn
Nota: ★★★★★
Páginas: 215
Compre o livro em oferta na Amazon

Deixe uma resposta