Livro lido: Como viajar sozinho em tempos de crise

capaviajar

Oie!

Ganhei esse livro da minha grande amiga, companheira de trabalho e “incentivadora turística”, Sandrinha <3

Sou realmente muito medrosa quando o assunto é viajar, principalmente se a ideia for viajar sozinha. Tenho medo de não saber me virar, ser assaltada, deportada ou coisa pior que todo mundo – principalmente sendo mulher – vê por aí.

Esse livro tem o propósito de justamente incentivar quem está sozinho (não necessariamente solitário) a fazer uma boa viagem. Gostei bastante das dicas sobre melhores lugares e sites para encontrar bons destinos, além de falar de forma clara sobre as crises que passamos, seja existencial ou financeira.

Por outro lado, achei que o autor foi ácido demais ao condenar o comportamento dos turistas e de alguns lugares mais famosos como se fossem péssimos para pessoas sozinhas (não estive lá, mas não deve ser tão ruim quanto ele faz parecer).

baseviajar

De qualquer maneira, a leitura valeu pelo “tapa na cara” do medo, da preguiça e para justificar o porque não existe nada melhor do que uma viagem para colocar alguns parafusos no lugar 😉

P.S: Ele indica dois sites para escolher roteiros e voos com bons preços: Google Flights e Skyscanner =) ele sugere que você escolha a data e origem, mas deixe que o aplicativo escolha um lugar.

Não é da nossa, vamos dizer, cultura contemplar a vida sem estar ao lado de alguém, por pior que possa ser – antes só do que mal acompanhado é lindo de se ouvir, mas a regra não se aplica por aqui. Há exceções? Sim, e este livro é inspirado nelas e dedicado aos que (ainda) não tiveram a chance/coragem de se jogar no mundo sem medo de ser infeliz.

Se algo ruim acontecer, viaje para esquecer.
Se nada acontecer, viaje para que algo aconteça.

Vá porque, se ficar é pior, imagina se aturar quando o mundo que você construiu ou imaginou parece desabar ou te entediar profundamente em sua rotina enfadonha?

Autor: Hermes Galvão
Nota: ★★☆☆☆
Páginas: 112

Deixe uma resposta