Como tirei o visto americano

Oie!

Sei que já tem muito conteúdo a respeito disso na internet, mas não podia deixar de compartilhar a minha experiência com o processo parar tirar o visto americano. Além do processo ser diferente de 2 anos atrás, por exemplo, é muito diferente você fazer o processo sozinha.

Primeiro que eu gostaria de desmistificar a dificuldade do processo. Foi “vendido” pra mim como se fosse algo chato e demorado. É chato? Sim. Demorado? Nem tanto. O processo todo se divide assim:

1. Formulário DS-160 e pagar taxa

O formulário DS-160 é onde todo o processo se inicia. Nele você vai inserir informações sobre seu passaporte, família, lugar que pretende viajar e algumas perguntas básicas de segurança. Como eu fiquei em dúvida sobre o que colocaria no lugar da viagem (já que eu não tinha destino certo), eu usei esse site para me ajudar a preencher os campos – serve também se você precisa de ajuda pra preencher de forma geral, já que ele está todo em inglês.

Dica: se você não tem um lugar ou data certa para ir, insira um período razoável e indique um “Hotel na cidade X”. Após o preenchimento, você vai pagar a taxa de $160 para poder agendar os demais processos.

2. Agendamentos

Depois de preencher o DS-160 e pagar a taxa, é a hora de agendar a retirada de foto e digitais e depois a entrevista. Antigamente todo o processo era feito no mesmo lugar, porém não mais. Você verá dois calendários, um para comparecer no CASV (digitais e foto) e outro para o consulado, da entrevista. O do CASV deve ser feito primeiro que a entrevista.

3. Digitais e foto

Lá no CASV (fui no que fica na Av. Sao Gualter, no Alto de Pinheiros) é tudo muito simples e rápido. É preciso passar por uma segurança rápida e desligar o celular para entrar. Depois uma pessoa tira sua foto e as digitais por um aparelho. Pronto.

Dica: Quando estava saindo, a pessoa que me atendeu informou que eu deveria levar uma foto 5×7 no dia da entrevista. Porém, eu tinha acabado de tirar uma foto [?]. Como não quis arriscar, acabei pagando R$20 por duas fotos ao lado do posto. Obviamente, não foi necessária foto alguma no dia da entrevista ¬¬

4. Entrevista

Já a entrevista é um pouco chatinha. Você não pode entrar com NADA eletrônico. Nada de celular, nada de nada. Alguns lugares do outro lado da rua cobram R$5 para guardar suas coisas. Como fui com a minha mãe, ela foi com a minha bolsa e eu só entrei com meus documentos. A segurança é BEM rígida, é preciso tirar blusas extras e passar por um detector de metais iguais aos de aeroportos. No horário que escolhi também peguei uma fila de uns 20 minutos.

Outra coisa, como estava indo sozinha, levei vários comprovantes de que não tinha interesse em ficar nos EUA (contrato e carteira de trabalho, contrato com curso de inglês etc.). O que mais importou para eles no fim, foi saber se eu tinha o dinheiro necessário para ficar por lá.

Por sorte eu levei meus 3 últimos hollerits e também um extrato bancário (levem também de poupança, se tiverem). O entrevistador era americano, fez algumas perguntas básicas sobre meu trabalho e família e se concentrou mesmo em saber quanto eu ganhava, para onde pretendia ir e se poderia bancar tudo.

Ao final da entrevista, ele pede para que você coloque os 4 dedos da mão direita no aparelho e pronto, ele vai te dizer se seu visto foi aprovado.

5. Recebendo o visto

Lá no pagamento da taxa, após preencher a DS-160 você vai indicar se quer receber o visto na sua casa ou em um posto do CASV. Eu preferi na minha casa e após a entrevista eles informam que a entrega é feita em 10 dias úteis. Meu visto chegou muito rápido, em apenas 4 dias úteis.

visa

Parecia muito complicado mas no fim foi tudo muito simples. Agora só preciso programar e preparar uma viagem bem legal. Aceito convites =D

 

2 comentários sobre “Como tirei o visto americano

Deixe uma resposta