5 jeitos de deixar a vida mais leve

maosAcho que já comentei aqui em alguns posts que desde 2014 tenho feito terapia, certo? Mas por mais que meu tratamento tenha me revelado muitas coisas sobre mim, principalmente meus comportamentos destrutivos, não quer dizer que eu tenha arrumado uma solução mágica e resolvido todos esses problemas. Aliás, esse é um ponto muito interessante da terapia, que eu acho que as pessoas procuram para resolverem suas vidas, porém, quem a resolve é você mesmo, a terapia só te dá uma direção.

Pois bem, como disse, a terapia não soluciona todos os meus problemas, então ultimamente ando com a imunidade muito baixa devido à ansiedade, stress e outros problemas internos, o que me faz ficar doente com uma sequência absurda. É muito frustrante e complicado, mas acho que é uma fase e mesmo que seja BEM ruim, eu devo aproveitar cada momento para aprender alguma coisa.

Parei para refletir sobre minhas principais atitudes destrutivas e prometi a mim mesma que me esforçaria para ser alguém melhor para mim mesma. Com isso, cheguei nesses 5 jeitos “básicos” de começar a levar uma vida mais leve, principalmente se você já esteve, está sobrecarregado e tem muita dificuldade em conviver com você mesmo, que é basicamente um pouco do que eu sinto.

1. Bloquear pensamentos negativos

Por certo eu devia pegar esse tópico e repetir mais 4 vezes. É extremamente importante que você tente manter o pensamento o mais positivo possível. Todas as vezes que fiquei doente foram por uma sequência de problemas acompanhadas de uma carga grande de pensamentos ruins. Sério, você pode até não acreditar, mas a energia que a gente produz quando está estressado e guarda pra você, causa coisas horríveis ao nosso corpo. Com o tempo eu acabei virando muito ranzinza: séria demais, preocupada demais, pensando demais. Bloqueie um pouco desses pensamentos inúteis e tente substituir por coisas legais, mesmo que seja lembrar o sabor da sua comida favorita.

2. Defina pequenos objetivos

Também é normal às vezes se sentir perdido e sem objetivo quando você não está em pleno equilíbrio com você mesmo. Mas viver isso dia após dia, por longos tempos, causa um desgaste muito grande e é um crime parar de sonhar e criar novos objetivos com o tempo. Invista em pequenos projetos, por mais óbvios que sejam, até que você consiga ter forças e ânimo suficientes para pensar um pouco mais alto.

3. Perdoe a si mesmo

Pior do que errar é errar com você mesmo. Mas pior do que errar com você mesmo, é nunca se perdoar pelo erro. Entender que você fez o que foi possível naquele momento e que o passado não volta pra você agir de outra maneira são coisas imprescindíveis se você deseja viver mais leve. Uma coisa é se observar e outra se cobrar e se maltratar. Observe que se algo deu errado, nem sempre era algo que você podia ter total controle, logo era passível de erros, então respire e siga em frente.

4. Aceitar o medo, mas não se privar por causa dele

Quem não tiver medo de viver que atire  a primeira pedra! Essa é bem óbvia, afinal, ninguém aqui nasceu super consciente do lugar que estávamos e muito menos das coisas que teríamos que passar. Entender que a vida é uma questão de escolhas e mais ainda de aprender a aceitar coisas. É claro que vai rolar muito medo, mas não adianta se isolar ou tentar fugir, enfrente com calma e perceba que é mais fácil atacar do que se defender quando se trata da vida.

5. Não seja introspectivo

Sou uma pessoa que sofre um pouco com a solidão, mas confesso que com esses problemas desenvolvi um “sofrimento” em lidar com as pessoas. Sempre fui caseira, mas nunca limitada. Sempre gostei de conhecer novos lugares e coisas, mas fiquei excessivamente introspectiva nos últimos meses. Acho que adquiri um medo de me envolver e dos compromissos, fossem quais fossem. Só que com isso também acabo perdendo a oportunidade de conhecer novos lugares e coisas, que foi sempre uma coisa que eu gostei. Então avalie de verdade se você não anda se afastando e se escondendo das coisas e pessoas, isso não é solução para o problema, é só a criação de um novo.

badge_post_01BEDA é um projeto inspirado no VEDA (Vlog Every Day April) e que significa Blog Every Day August. O que quer dizer que a ideia é fazer um post por dia –ou, convenhamos, tentar ao máximo!– durante todo o mês de agosto criado pelo grupo Rotaroots, que tem o objetivo de resgatar a época de ouro dos blogs pessoais, incentivando a produção de conteúdo criativo e autoral, sem ser clichê e principalmente, sem regras, blogando pela diversão e pelo amor.

8 comentários sobre “5 jeitos de deixar a vida mais leve

  1. Olá!

    Sendo sincero, eu devo dizer que seu blog possui uma leitura ótima! =D
    Os textos são objetivos e capazes de “chegar ao ponto”. O conhecimento realmente é compartilhado! (Bem… ajudou eu ter me identificado com algumas coisas também :P)
    Mas parabéns, continue inspirada! =D

    E muito bom o post, belas dicas. “Ver o melhor de algo ruim” é uma filosofia que tem me ajudado a manter os pés no chão, acredito que pensando dessa forma o aprendizado é constante. Naturalmente, os pensamentos ficam mais positivos.

    E todo mundo deveria fazer terapia, é ótimo e eficaz (conforme o real interesse do paciente)!

    Boa sorte e sucesso! \o/
    E cuide dessa saúde! 🙂
    Beijos!

    1. Olá, Leo!
      Poxa, muito obrigada pelo seu feedback sobre os textos e minhas “dicas”, fico feliz em saber que eu ajudei alguém ou que fiz alguém se reconhecer ou sei lá, apenas inspirar alguém de alguma forma, mesmo que seja bem pouquinhoinho hahahhaha e saber que consigo me expressar, faz toda a diferença. Obrigada mesmo!

      Sobre a terapia, sim, sempre digo pra todo mundo fazer, principalmente se o objetivo for ter uma vida mais saudável. Ah, agora tô cuidando da saúde direitinho, principalmente aplicando fortemente o item número 1, que já tem me ajudado bastante!

      Beijão!

  2. Com certeza, me encaixei sempre no 1!
    Principalmente nos ultimos meses, mas pode ser por causa da gestação ne ?! rsrs
    É SEMPRE bom pararmos pra refletir, quando estamos bem ou mal, sobre o que nos faz melhores e piores. Acho que reclamar também faz parte disso .. acho que reclamamos DEMAIS .. e sem necessidade .. de coisas pequenas. Ja apostei comigo mesma que eu passaria uma semana sem reclamar.. sempre volto ao dia 1 .. rsrs. Mas vou tentando porque sei que isso deixa a gente mais leve também, levar a vida um pouco menos a serio.
    Te desejo tudo de bom flor !
    =*

    1. Oi Thay!
      Espero que sua positividade continue pós gestação, porque é muito muito importante!
      Puts, reclamar faz MUITO parte disso. Um dos meus objetivos pro ano foi justamente parar de reclamar tanto, acho que a reclamação é a porta de entrada para a negatividade, além de ser contagiante… você começa a reclamar e entra num ciclo sem fim de reclamações, quando percebe, tudo está uma bosta!

      Desejo tudo de bom pra você também, e pro baby <3
      Beijos

Deixe uma resposta