Livros lidos em 2014

Apesar de todos os pesares, 2014 foi um ano muito bom no quesito leitura. Consegui quase triplicar a quantidade de livros lidos em 2013 e também ser mais abrangente nos estilos. Abaixo segue minha lista de livros lidos, espero inspirar alguém a ler também 😉

Livros lidos em janeiro

1. A última carta de amor
Comecei o ano com um livro super emocionante que me arrancou algumas boas lágrimas. Fala sobre uma história de amor tão forte que nem uma amnésia pode apagá-la.

2. Tudo é eventual
O segundo foi um acordo entre as Leitoras Apimentadas: ler um livro de terror/horror. Como não sabia o que comprar, acabei optando por escolher o autor mais conhecido do gênero: Stephen King. Esse livro na verdade é um apanhado de contos do autor. Confesso que não gostei do gênero e alguns são bem nojentos.

3. Métrica
Métrica foi presente da Leitora Apimentada Nádia, e eu amei. É uma história linda sobre mudanças, vencer obstáculos, lidar com a morte, se apaixonar…

“Não foi a morte que deu um murro em você, Layken. Foi a vida. A vida acontece. Merda acontece. E acontece muito. Com muita gente.”

4. Pare de reclamar e concentre-se nas coisas boas
Apesar de ser considerado autoajuda, esse livro na verdade apresenta uma espécie de metodologia para que possamos ser mais felizes, parando de reclamar tanto. A ideia é ficar 21 dias sem reclamar ou julgar e perceber como isso pode ser transformador. Eu ainda não consegui, mas quem sabe um dia.

“Nossos pensamentos criam nossa vida e nossas palavras revelam o que pensamos.”

Livros lidos em fevereiro

5. O presente
O Presente também foi uma leitora coletiva das Leitoras Apimentadas. Apesar de não ser um livro 5 estrelas, eu gostei bastante da moral da história, que é aprender aproveitar a vida acima dos diversos compromissos que arrumamos. A prioridade deve ser sempre estar com quem amamos, pois um dia eles podem não estar mais lá.

6. Pausa
Pausa é continuação de Métrica e a história ficou ainda mais emocionante.

7. Jogos Vorazes
Jogos Vorazes veio pra mudar bastante o estilo de história que estava acostumada a ler. Como se trata de uma distopia, tive que me acostumar com um mundo bem diferente do convencional. É uma mistura excelente de ação, suspense e romance.

8. Em chamas
Em chamas é a continuação da trilogia de Jogos Vorazes e, pra mim, é o livro mais intenso da série toda.

Livros lidos em Março

9. A esperança
Esse é último livro da trilogia de Jogos Vorazes, é bastante denso e chocante. Realmente é uma história diferenciada, só lendo pra saber.

10. Bem mais perto
Ah! Bem mais perto tem uma história tão “boba” se você for olhar criticamente, só que como sou uma apaixonada por Nova Iorque, não pude não me apaixonar por ele. Os lugares são descritos com tantos detalhes, é muito apaixonante.

“Vida real não está limitada por dimensões precisas. Ela se estende além das fronteiras, vem com falhas. As coisas nunca são fáceis, particularmente quando você espera que elas sejam. Como quando as pessoas o desapontam e se mostram inteiramente diferentes do que você achou que eram. Às vezes, as pessoas podem ser muito destrutivas.”

“As pessoas destroem sua confiança e depois partem. Você nunca consegue conhecer alguém completamente, não importa o quanto ache que conheça. As pessoas sempre omitirão partes de suas vidas. Sempre haverá alguma verdade sobre elas que você nunca saberá. Ou talvez, algum dia, você conheça a verdade que elas escondem e vai concluir que era melhor nunca ter descoberto.”

11. O teorema de Katherine
Esse é mais um dos sucessos de John Green. Ele não é tão bom quanto os outros, porém achei a história com os teoremas muito inteligente.

Livros lidos em Abril

12. Quem você quer ser?
Quem você quer ser? é o livro de autoajuda da ex-esposa do Arnold Schwarzenegger. Ela conta os desafios de ser conhecida dessa maneira e como foi enfrentar uma plateia cheia de jovens, para orientá-los a fazer boas escolhas na vida. É leitura de poucas horas, mas tem uns toques interessantes.

“No entanto, o mais importante é que tentarei levar uma vida que seja fiel àquilo que sou – o que significa ser eu mesma, não uma imitação de outra pessoa, e nem a minha imagem  refletida nos olhos de quem quer que seja.”

13. Todo dia
Esse é um dos meus livros favoritos. É tão inteligente e bonito. Se imagine apaixonado por alguém, só que aí, todos os dias você acorda em um corpo diferente. Tenso, né? Adoro dar esse livro de presente 😉

“Queria que o amor conquistasse tudo. Mas o amor não conquista tudo. Ele não pode fazer nada sozinho. Ele depende de nós para conquistar em seu nome”

14. Divergente
Divergente é mais um livro no estilo distopia. Só que achei muito mais intenso e pesado que Jogos Vorazes, até pela riqueza de detalhes e também pela história de amor que desenrola paralelamente.

15. Insurgente
Insurgente é a continuação de Divergente e eu particularmente achei muito pesado. É um livro cheio de novas informações, personagens e acontecimentos, o que o torna muito importante para sustentar e estruturar a história e seu final.

Livros lidos em Maio

16. Convergente
A leitura da série foi tão pesada que demorei mais do que o triplo do tempo pra terminar de ler. Convergente finaliza a história e também resolve muitas coisas. Juro que não quis acreditar no final. Acho que você devia ler pra saber!

“Descobri que as pessoas são compostas de camadas e mais camadas de segredos. Você pode achar que as conhece, que as entende, mas seus motivos estão sempre ocultos, enterrados em seus próprios corações. Você nunca as conhecerá de verdade, mas às vezes decide confiar nelas.”

“Desde que eu era criança, sempre soube disto: a vida nos danifica, a todos nós. Não há como escapar desse dano. Mas agora também estou aprendendo isto: podemos ser consertados. Consertamos uns aos outros.”

Livros lidos em Junho

17. Os espiões
Esse foi um dos presentes que ganhei de aniversário no ano passado (demorei um pouco pra ler, mas vamos relevar). Gostei porque tive a oportunidade de ler um autor diferente dos que estou acostumada e a narrativa é bem amarrada e cheia de suspense.

Livros lidos em Julho

18. Vaclav & Lena
Essa história me surpreendeu. No início começa narrando a vida de duas criancinhas e, no fim, você passa por um grande aprendizado sobre amizade e como a infância e todos os seus aprendizados e traumas podem influenciar a vida lá na frente.

“Contudo, é claro que o tempo passa; é uma das verdades do universo: por maior que seja a dor, a alegria, o nervosismo, a ansiedade, o amor, o medo, a coceira, o coçar, a febre, a queda, o tempo passa. Assim, o acontecimento impossível está de repente diante dela, e então aquelas horas, até as horas que antes pareciam feitas de milênios, retrospectivamente parecem desmoronar sobre si mesmas, de tal modo que a chegada do acontecimento parece na verdade repentina, e a espera parece ter passado absurdamente rápido, e aquelas horas parecem nunca ter existido.”

19. Vinte garotos no verão
Esse também foi mais um lido coletivamente com as Leitoras Apimentadas e diria que é um livro regular. Também envolve superação – de morte, amizade, amor e também experiências da adolescência.

20. O que toda mulher inteligente deve saber
Sou um pouco viciada em autoajuda e esse é mais um do gênero. Ele dá alguns exemplos e pequenas dicas sobre o que toda mulher deve saber sobre e nos seus relacionamentos. Diria que é fraco, mas algumas frases fui obrigada a guardar, para lembrar posteriormente.

“Se dói, provavelmente não é bom para você”

21. @mor
@mor é um outro livro diferenciado, ao invés de narrador, o livro todo acontece em uma conversa por e-mails. É muito interessante e você tem vontade de engolir o livro de ansiedade.

“Eu sou uma pessoa assim: tenho de contar com o pior pra poder erguer minhas barreiras imunológicas, com as quais eu então aguento, caso isso realmente se torne verdade”

Livros lidos em Agosto

22. Emmi & Leo
Emmi & Leo é a continuação de @mor. Os e-mails continuam, porém coisas novas acontecem para deixar a história ainda mais interessante.

23. Um dia
Um dia é uma história muito forte. Pra quem já leu ou assistiu ao filme sabe do que estou falando. Imagine gostar de alguém por mais de 20 anos e passar por todos os sacrifícios e batalhas de lidar com esse tempo todo ao lado dessa pessoa, pois é, o final é ainda mais impressionante. É um daqueles livros que você acaba dando uma choradinha.

24. Ninguém é de ninguém
Esse é um livro espírita. Eu demorei bastante pra terminar de ler. Na verdade eu tinha começado ele em Julho, mas ele tem uma história MUITO pesada sobre ciúmes e possessividade. Você tem uma visão bem clara de que as pessoas não são amarradas às outras e que esse apego de se sentir dono do outro, só destrói o relacionamento e quem acha que possui o outro.

“ – Experimente sentir. Nossa cabeça está repleta de ideias ilusórias, regras convencionais, que têm nos aprisionado em obrigações que nos limitam e paralisam. Já a alma não. Ela tem a sensibilidade espiritual natural que preserva nosso equilíbrio e bem-estar. Se você a seguir, encontrará o melhor caminho. É ela que sente e reage. Se prestar atenção, perceberá que há coisas que abrem seu coração e o deixam de bem com a vida e há outras que provocam aperto dentro do peito e incomodam.”

“ – Não se pressione para resolver o futuro. Tudo tem sua hora, e muitas vezes a solução não depende de nós. A vida é sábia e tem seus próprios caminhos. Deixe o tempo correr. Aos poucos tudo vai se encaminhar para o lugar certo.”

25. Ansiedade – Como enfrentar o mal do século
Mais um autoajuda pra lista! Esse na verdade fala sobre um dos piores males do século: a ansiedade. Desenvolve uma tese de como somos motivados a sermos ansiosos desde a infância, sempre sendo forçados a escolher e agir de maneira X, Y, Z para sempre chegar em um lugar melhor.

26. Vida organizada
Digamos que o Vida Organizada é um livro autoajuda diferenciado. Ao invés de desenvolver uma “tese” a respeito de um problema, ele te dá a solução. Diversas atividades que podem e devem ser realizadas para ter uma vida mais organizada e feliz. Recomendo de olhos fechados.

LIvros lidos em Setembro

27. Quem é você, Alasca?
Depois de A culpa é das estrelas, esse é meu livro favorito do John Green. Alasca é uma menina totalmente diferente das demais, meio louca, meio doce. Seus segredos são envolventes e excitantes. Vale a pena ler.

“Buda diz que o sofrimento é causado pelo desejo e que a suspensão do desejo implica a suspensão do sofrimento. Se pararmos de desejar que as coisas perdurem, não iremos sofrer quando elas desmoronarem.”

28. Extraordinário
Esse também foi um presente da Nádia e assim como Métrica (não comparando os dois) eu gostei muito. É outra história de enredo diferenciado: um menino com problemas estéticos aprendendo sobre amizade, companheirismo e até falsidade.

29. Ame o que é seu
Ah, esse livro caiu como uma luva na época em que eu estava vivendo. Achando que tudo estava errado, que tinha feito escolhas ruins…quando na verdade, escolhas não podem ser “certas e erradas” porque simplesmente algumas delas só podem ser decididas quando alguma coisa específica acontece. Gostei muito e me identifiquei com a personagem principal.

“O que mais te atrai é exatamente o que te leva à loucura”

30. A garota que eu quero
Pra falar a verdade, eu não me recordo bem da história desse livro, mais foi um dos mais fracos que li no ano. Não recomendo.

Livros lidos em Outubro

31. Sidarta
Sidarta é o nome do Buddah e também o nome de uma pessoa que nasceu em berço de ouro. Depois de algumas experiências, você acompanha a evolução do rapaz, que busca preenchimento e significado em sua vida.

32. Cidades de papel
Cidades de papel, assim como Quem é você, Alasca?, tem uma pegada mais pro lado do suspense. É envolvente e revelador – no final.

33. Para sempre
Para Sempre dá início a uma série de 6 livros chamado Os Imortais. Eu confesso que comecei prejulgando a história por estar um pouco enfadada de tantos vampiros, zumbis e todas as criaturas imortais, mas esse é diferente, pois está totalmente ligado à alquimia (também tem um lado mais religioso e até bizarro). Considero toda a série nota 7 – acho que faltou um pouco mais de diversão na leitura e a personagem principal é muito irritante!

34. Lua azul
Continuação da série Os Imortais.

Livros lidos em Novembro

35. Terra de sombras, 36. Chama negra
São continuação da série Os Imortais.

Livros lidos em Dezembro

37. Estrela da noite
Continuação da série Os Imortais.

38. Infinito
Infinito é o último livro da série Os Imortais. Depois de já querer matar umas 7x a personagem principal, decidi não mais me perturbar por conta dela e, finalmente, no último livro ela toma mais juízo, mas de uma forma que faz sentido ao término da história.

39. Não se apega, não
Esse foi um dos livros que mais me surpreendeu. Como é totalmente relacionado à relacionamentos amorosos, por diversas vezes Isabela Freitas descreveu situações e sentimentos que eu passei/senti. Foi muito boa a leitura, pretendo reler em breve.

“Se não existissem quedas, não existiriam triunfos. Você vai cair, se ralar, sangrar, chorar e até mesmo pensar em desistir. Vai se prender a lembranças e segurar o passado junto do coração. Depois vai perceber que todo seu esforço é inútil e que precisa seguir em frente. Vai procurar forças em livros de autoajuda e até mesmo nos conselhos de sua manicure. Vai se olhar no espelho e se sentir a pior pessoa do mudo. Por que tem de ser assim? Para você aprender a se reerguer.”

2 comentários sobre “Livros lidos em 2014

  1. Caraca Vii, quantos livros! Kkkkkkk
    Se eu for comparar vou ficar bem pra trás 😛

    O único dos seus que eu tentei ler foi o Ansiedade, mas não rolou, achei ele meio chatinho kkkkkk, quem sabe um dia eu termino!

    Bjoo

Deixe uma resposta